Postagens

Mostrando postagens de 2018
Imagem
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector faria 98 anos, ontem, dia 09 de dezembro.
Nascida Chaya Pinkhasovna Lispector, escritora e jornalista ucraniana naturalizada brasileira.  Autora de romances, contos e ensaios, é considerada uma das escritoras brasileiras mais importantes do século XX.
É considerada, por muitos, a maior escritora judia desde Franz Kafka.
Última entrevista de  Clarice Lispector
 https://www.pensador.com/frase/NzY5OTA3/ ( acesso em 10/12/2018)

A equipe gestora vai mudar. E agora?

Revista nova escola

Está havendo mudanças  em sua escola? Você conhece  alguém que esteja passando por isso.
Para ajudá-lo neste processo, e que as mudanças sejam tranquilas


Saiba mais:  clique  aquiaqui e aqui

Quer saber mais sobre um bom Conselho de Classe?
Pois é. Por isso, a Revista Nova Escolacompartilha com os Profissionais da Educação um material que vai ajudar a mudar os rumos – e, talvez a impressão negativa - dos conselhos de classe, se você já conseguiu reverter esse cenário, conseguiu manter o foco no Pedagógico, mesmo assim, vai aproveitar o conteúdo. Afinal, ele será uma excelente oportunidade de se aprofundar no tema e conhecer novas ideias para levar para sua escola.

É só acessar, gratuitamente, o vídeo “Como organizar um conselho de classe”, em que a nossa consultora Maura Barbosa foi a uma escola e conversou com a equipe gestora sobre esse momento.
MEC: Consulta Pública sobre a Política Nacional de Educação Especial – até 21/11
O Centro de Atendimento Especializado (CAESP) informa que o Ministério da Educação(MEC) abriu uma Consulta Pública sobre a atualização da Política Nacional de Educação Especial, disponível na página                                                             http://pnee.mec.gov.br.
A elaboração da proposta contou com a participação de entidades representativas da sociedade, sistemas de ensino, Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), UniãoNacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), especialistas, além de técnicos do MEC.
Neste momento, o Ministério disponibiliza à sociedade o texto da política para que todos possam, democraticamente, analisar, opinar e contribuir com o documento que, depois de consolidado, será remetido ao Conselho Nacional de Educação.
A plataforma da Consulta Pública ficará disponível até as 18h do dia 21 de novembro. Sua participação é de fundamental importâ…

Processo de Promoção 2016 E 2017 - Quadro do Magistério - QM.

DOE 14/11/18 – EXECUTIVO – SEÇÃO 01 – Pág. 88/89
ASSUNTO: Comunicado - Processo de Promoção 2016 E 2017 - Quadro do
Magistério - QM

Comunicado
Processo de Promoção 2016 E 2017

Quadro do Magistério - QM

Edital de Abertura das Inscrições 02/2018

O Coordenador da Coordenadoria de Gestão de Recursos
Humanos, da Secretaria de Estado da Educação, nos termos da
Lei Complementar 1.097/2009, alterada pela Lei Complementar
1.143/2011, regulamentada pelo Decreto 55.217/2009, alterado
pelo Decreto 60.650/2014, Magistério, TORNA PÚBLICA a
abertura de inscrições para a prova do Processo de Promoção
2016 e 2017, dos integrantes do Quadro do mediante as
condições estabelecidas nas Instruções Especiais, parte
integrante deste Edital.
INSTRUÇÕES ESPECIAIS...

Leia na íntegra

PNLD - Literário

Imagem
Olá Professores:
Se você é Professor do EF Anos Iniciais e/ou do Ensino Médio, fique atento:
Faça a escolha do PNLD Literário. O guia orientador e contendo as indicações já está disponível, neste link:
http://pnld.nees.com.br/pnld_2018_literario/inicio

A escolha será do dia 18/10 ao dia 31/10 As escolas podem aderir até o dia 17/10

Faça as suas indicações.

Dia dos Professores

Imagem
Professores


"Um belo mestre é aquele que inspira  seus alunos a aprender  e os ensina a pensarem por si mesmo. Os ensina a enfrentar os desafios  é que viver.  Hoje e sempre é dia de parabenizar aquele que ensina,  Que acreditas que é possível fazer a diferença.  Parabéns Professores!!!!! .




Projeto Mediação e Linguagem finalizando Fase Diretoria

Imagem
Projeto Mediação e Linguagem Parabéns Finalistas da fase DIRETORIA

1.Vídeo de Animação:transposição da obra “O cortiço” – Aluísio Azevedo Da EE Gastão Ramos, Prof.

     link da animação https://youtu.be/CaLlOmF_AK4



2. VídeoPodcast: transposição da obra de Guimarães Rosa – “Vidas Secas” Da EE Antonio Almeida Júnior.
 link podcast: 


https://youtu.be/uZu6JCORe7Y


Saiba mais

O projeto Mediação e Linguagem que tem como objetivo a formação de leitores. Pensando no jovem da sociedade contemporânea, antenado ao mundo virtual e ligado à tecnologia, este projeto envolve o trabalho com diferentes linguagens. Consiste na transposição da linguagem literária para a Linguagem cinematográfica. O produto final deste projeto é um vídeo. Os critérios para a elaboração do vídeo é que tenha até 1 minuto, podendo ser de animação ou podcast(radionovela). Etapas do Projeto:
Fase escola: seleção nas escolas e enviados à DE. Fase Diretoria: seleção dos vídeos recebidos das escolas. Fase Diretorias: As 91 Diretorias da Secretaria …

Neurociência na aprendizagem escolar (Completo)

Imagem
Professor:
Saiba mais como ver seus alunos no contexto da inclusão,...
no contexto da aprendizagem...
como entender o comportamento de seus alunos...
como se processam os pensamentos, as habilidades na sala de aula, na escola...
 como a afetividade é estruturada em nosso cérebro...
Vale a pena!!!
Confira

Metodologias Ativas para educar | Conexão

Imagem

Entrevista José Moran - Metodologias Ativas

Imagem
Imagem
Hospital de Amor de Barretos (Hospital do Câncer de Barretos) agradece a participação dos alunos da DE Osasco no IV Concurso  de Redação do Hospital de Amor de Barretos

É com muita satisfação que em nome de toda equipe de organização do VI Concurso de Redação do Hospital de Amor de Barretos venho agradecê-los pelo apoio na realização e sucesso deste projeto.
Há alguns dias tivemos a alegria de receber as alunas finalistas e seus acompanhantes para compartilhar conhecimentos. A experiência foi maravilhosa!!
Recebemos as alunas: Ami de Santa Fé do Sul, Beatriz de Pederneiras, Emily de Tejupá , Flávia de Barra do Chapéu, Júlia Maria de Votuporanga, Júlia Nunes de Brasília. 
Muito obrigado a todos que se envolveram direta ou indiretamente para o grande sucesso deste projeto.Seguem   os números que atingimos com esta edição:

curso “M@tmídias: Objetos de aprendizagem multimídia para o ensino de Matemática – 2ª série do Ensino Médio – 2018”

As inscrições para o curso “M@tmídias: Objetos de aprendizagem multimídia para o ensino de Matemática – 2ª série do Ensino Médio – 2018” estarão abertas no período de13 (a partir das 10h) a 22 de agosto de 2018. Para realizá-las, acessewww.escoladeformacao.sp.gov.br; e no canal “Inscrições abertas”, encontre o curso.
PÚBLICO -ALVO Os seguintes profissionais em exercício na SEE-SP, conforme a base da Coordenadoria de Gestão de Recursos Humanos (CGRH) de julho de 2018: a. Professores de Educação Básica I, com aulas atribuídas em Matemática; b. Professores de Educação Básica II de Matemática, incluindo os afastados junto às Diretorias de Ensino e Órgãos Centrais e os designados como Professores Coordenadores e Vice-Diretores das Unidades Escolares.
IMPEDIDOS a. Os participantes aprovados em edições anteriores do curso Curso M@tmídias 2 – Objetos de aprendizagem multimídia para o ensino de Matemática. b. Os profissionais reprovados em ações realizadas anteriormente e já homologadas e disponibili…

Indisciplina escolar infantil: causas, consequências e como combatê-la indisciplina-escolar-infantil-causas-consequencias-e-como-combatela.jpeg 02/ABR 1.7K A indisciplina escolar infantil é um dos grandes desafios no universo escolar, tanto para alunos quanto para professores e família. Saiba como lidar com ela. A indisciplina infantil é um dos grandes desafios no ambiente escolar — tanto para os professores, quanto para os próprios alunos e a família. Além de dificultar o processo de aprendizagem, esse tipo de comportamento pode afetar a construção das relações e prejudicar a sociabilização dos alunos. Lidar com a indisciplina, em casa ou em sala de aula, pode ser desafiador, mas não é impossível. Por isso, indicamos alguns pontos importantes para entender as causas e consequências desse problema, bem como para prevenir e lidar com tal questão. Continue a leitura para saber mais! Entendendo a indisciplina escolar infantil na escola Qualquer ambiente deve ser preservado por regras que regulamentem o comportamento e a convivência daqueles que nele estão inseridos. Portanto, o descumprimento dessas regras, a desobediência, confusão ou insubordinação, traduzem-se como indisciplina. São várias as causas desse comportamento. Porém, antes de qualquer julgamento, é importante avaliar o contexto do desenvolvimento cognitivo e emocional de cada criança. Dessa forma, torna-se possível compreender melhor por que ela se comporta dessa maneira, além de exercer uma escuta ativa e personalizar o ensino por meio de estratégias pedagógicas que promovem o desenvolvimento dos estudantes de maneira individualizada — sem, entretanto, deixar de estabelecer limites para os alunos. Verificando as principais causas do problema Como mencionado, são muitos os aspectos que podem influenciar direta e indiretamente o comportamento dos alunos: a realidade que a escola apresenta aos seus estudantes; o ambiente familiar; a forma como os alunos lidam com as emoções; o contexto social em que estão inseridos. Dessas causas, vamos destacar aqui 3, que estão diretamente relacionadas ao contexto escolar: 1. Falta de interesse nas aulas Essa é uma das principais dificuldades da educação escolar. Muito alunos comparecem à aula apenas por obrigação, não se envolvem nas atividades propostas e tornam-se apáticos. Tal desinteresse pode ser porque eles não percebem a utilidade dos conteúdos apresentados ou devido a uma didática monótona do professor — quando ele ensina tudo do mesmo jeito, as aulas são sempre iguais. Com isso, os estudantes ficam entediados, ansiosos e podem facilmente desviar o foco com barulhos, brincadeiras, conversas paralelas etc. Por outro lado, esses comportamentos, mesmo que indisciplinares, podem ser sintomas de um desejo por uma experiência escolar mais estimulante. Nesse caso, é fundamental buscar apoio da instituição para adotar meios mais lúdicos e criativos de ensinar, que mobilizem o interesse dos alunos para os conteúdos ministrados. Já existem vários exemplos de professores que propõem aulas dinâmicas, não só para combater a dificuldade de concentração e engajamento, mas também para aumentar o nível de assimilação dos alunos. 2. Dificuldade de dosar as ações contra a indisciplina infantil Quando os combinados da aula não são respeitados, cabe ao professor balancear as medidas de conscientização conforme a gravidade das ações. Por exemplo: xingamentos e agressões entre colegas precisam de maior intervenção e cuidado do que comportamentos como usar boné em sala de aula. Se o professor trata todas essas ações da mesma maneira, aqueles que praticaram atos mais leves podem se revoltar e responder com um nível de indisciplina ainda maior. O que fazer nesses casos? É recomendável analisar a real gravidade de cada problema e estabelecer critérios e níveis segundo a indisciplina. Lembre-se de que a falta de referência na hora de abordá-los pode gerar injustiças ou medidas excessivas. Também é importante destacar que, nessas situações, o docente precisa contar com o apoio dos seus colegas, além da coordenação e direção da escola para lidar melhor com a indisciplina. 3. Violência gerada por violência sofrida A falta de medidas preventivas ou de conscientização em casos de violência ou bullying pode nutrir um sentimento de injustiça e abandono por parte das crianças e jovens que são alvos dessas ações. Da mesma forma, aqueles que praticam esses atos podem mais facilmente naturalizá-los e repeti-los, gerando um gatilho para a violência generalizada e um círculo vicioso de indisciplina e hostilidade. Para lidar com esse problema, as medidas de conscientização são o caminho mais efetivo. Por meio de atividades que estimulem o senso de cooperação e igualdade, é possível dissolver conflitos. Palestras e ações educativas, com o engajamento da família, podem levar à raiz do problema e apontar as razões que motivam a indisciplina e a violência em uma criança. Por meio da afetividade somada ao empenho em conscientizar os alunos dos desdobramentos que comportamentos dessa natureza podem acarretar na vida de todos, o professor amplia o sentimento de justiça, aumentando a segurança e fortalecendo o convívio harmonioso em sala de aula. Conhecendo as consequências da indisciplina infantil Agora que você já conhece 3 das principais causas da indisciplina infantil escolar e como combatê-las, vale a pena entender melhor quais são as consequências desse comportamento quando prolongado ou não resolvido. Pensando nisso, reunimos 3 efeitos da indisciplina na escola: 1. Queda no rendimento escolar individual O primeiro a sofrer com a indisciplina é o próprio aluno. Os conflitos entre professor e estudante passam a ser constantes e a aprendizagem vai ficando comprometida. A criança não consegue mais prestar atenção nas aulas ou pode até começar a faltar e, com isso, as notas caem. 2. Comprometimento da aprendizagem do grupo Um aluno indisciplinado geralmente rouba toda a atenção na sala de aula, tirando o foco das outras crianças. Com isso, além dele próprio ter um aprendizado menor, muitos colegas podem passar a ter dificuldade em acompanhar as aulas, o que ainda pode gerar mais indisciplina. 3. Desgaste da relação do professor com os alunos Esse tipo de comportamento também impacta na relação entre o docente e os alunos. Os professores encontram cada vez mais dificuldades para exercer seu papel em sala de aula, o que pode gerar estresse, desmotivação e prejudicar seu desempenho. Combatendo a indisciplina escolar Antes de querer combater a indisciplina, é importante acordar com os alunos quais serão as regras de convivência em sala de aula, a fim de que todos estejam cientes do funcionamento do ambiente, assim como de seu papel no conjunto. A participação das crianças e dos jovens na construção dessas regras é fundamental para que eles se sintam envolvidos e entendam as normas que regem o espaço e as relações nos quais estão inseridos, além da razão de cada umas delas existirem e serem respeitadas. Veja outras ações que podem ser adotadas no combate à indisciplina infantil na escola: elaborar atividades educativas e lúdicas que ensinem sobre bons hábitos; envolver os alunos em atividades de descontração, riso e autoexpressão; incentivar a família a estar sempre atenta ao comportamento das crianças e dos adolescentes, conversando sobre o dia a dia escolar, identificando as questões emocionais que as afligem; lembrar que a família é o exemplo central para as crianças. Elas aprendem eminentemente pelo exemplo, isto é, secundarizam o discurso. Portanto, não adianta agir com autoritarismo e apenas brigar, gritar ou repreender para tentar enfrentar a indisciplina infantil. Esse tipo de postura pode agravar a situação, levando as crianças a se comportarem de maneira ainda pior. O primeiro passo é entender o contexto em que elas vivem e, a partir daí, estabelecer uma relação e uma comunicação pautadas no respeito, no amor e no carinho. Tal postura favorece um comportamento semelhante nas crianças, o que auxilia e minimiza os conflitos, promovendo e mantendo a harmonia do ambiente. Lidando com diferentes perfis de alunos Outro importante desafio dos professores é aprender a lidar com os vários tipos de alunos que existem e se misturam no ambiente escolar. Para ajudá-los nessa tarefa, reunimos as características de alguns dos perfis mais comuns de estudantes indisciplinados: 1. A geração Z Esse grupo é formado pelas crianças que já nascem com um smartphone na mão e estão sempre conectadas. Elas se sentem muito mais à vontade para se relacionar por meio das redes sociais e estão habituadas à inovação e à velocidade. Essa geração está crescendo e ocupando as salas de aula, trazendo consigo um novo desafio para os professores. Afinal, é importante não deixar que o uso constante das tecnologias leve esses jovens a se tornarem adultos sem qualificação. Para isso, cabe ao professor: ensinar os alunos a fazerem uso da tecnologia em prol do seu próprio desenvolvimento; mostrar à turma como selecionar mais assertivamente as informações em meio à imensidão de conteúdo; incentivar a utilização dos recursos tecnológicos para o enriquecimento cultural; preparar aulas mais dinâmicas e diversificadas, realizando, preferencialmente, atividades práticas e coletivas. 2. O agressivo É o aluno que está sempre discordando de todo mundo e criando confusão sem necessidade. Para conter esse tipo de comportamento, é importante que o professor não aponte o dedo para o estudante, mas sim que deixe claro que essa postura não será admitida em sala de aula. Vale explicar os motivos pelos quais a agressividade não é tolerada e as consequências para quem se comportar dessa forma. Se necessário, a família pode ser envolvida para tentar encontrar uma solução. 3. O desafiador Geralmente, a postura desse tipo de aluno é questionar o tempo todo o professor. Apesar de muitas vezes esse comportamento ser irritante, é preciso manter a calma e impor limites para o estudante. Deixe claro que questionamentos são importantes para o aprendizado de todos, mas que é preciso saber o momento certo para falar. Estabeleça algumas regras para o diálogo com esse aluno e o resto da turma. 4. O distraído Algumas crianças se desconcentram facilmente com qualquer coisa, seja um barulho, uma conversa paralela ou, até mesmo, pela própria imaginação fértil. Já os alunos um pouco maiores tendem a se dispersar com temas considerados “chatos” ou complexos. Aulas mais dinâmicas e interativas são importantes métodos para evitar essas distrações, pois ajudam a manter o foco do aluno no professor. Vale também ficar atento à disposição dos lugares e deixar essas crianças sempre longe de janelas e portas, lugares queo

Atividades pedagógicas para alunos autistas

Imagem
Com apoio do AEE, professoras flexibilizam atividades para estudante autista

A chegada de Breno, garoto de 15 anos que apresenta transtorno do espectro autista (TEA), a uma turma do 8º ano na Escola Municipal Oswaldo Cruz marcou o início de uma experiência inédita para professores, funcionários e equipe gestora. Situada no bairro Jardim América, região da cidade de Belo Horizonte (MG) marcada por um quadro de grande pobreza e vulnerabilidade social, a escola atendia cerca de 800 crianças e adolescentes do ensino fundamental e até então nunca havia sido frequentada por um estudante com autismo. Após muitas dificuldades para encontrar material bibliográfico que nos informasse como lidar com esse novo contexto, percebemos que a efetiva aprendizagem somente seria possível se conhecêssemos de perto suas capacidades e habilidades....
Para saber mais clique aqui:
https://mail.google.com/mail/u/0/#inbox/FMfcgxvxBXzrzxNDvcjkrxrHGdfsPrpn






Como utilizar histórias em quadrinhos em sala de aula

Imagem
Professores

O assunto do momento, quando se pensa em melhoria da qualidade de ensino é trabalhar com atividades diversificadas e focado no desenvolvimento de habilidades.

Vendo esse vídeo,  o Professor, independente de sua disciplina,  o Coordenador Pedagógico em sua ações de formação continuada  encontrarão  sugestões e a possibilidade da  elaboração de situações de aprendizagem e/ou sequências didáticas com diferentes temas/assuntos, séries /anos.

Sugiro que assistam.
Vale a pena.

Vídeo de abertura para o Dia D de discussão da BNCC para o Ensino Médio

Imagem
BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

DIA D

Dia 02 de agosto : Dia da Discussão sobre BNCC do Ensino Médio
Material de apoio
http://www.consed.org.br/consed/diadensinomedio
http://diadensinomedio.consed.org.br.
0Orientações ao diretor da escola 1Apresentação das atividades 2Vídeo de abertura (Assista no Youtube) 3Vídeo de apresentação do Novo Ensino Médio (Assista no Youtube) 4Documento de Análise BNCC EM Ciências da Natureza 5Documento de Análise BNCC EM Ciências Humanas Documento de Análise BNCC EM Língua Portuguesa

Resultado do 6º Concurso de Redação do Hospital de Amor - Barretos

Imagem
A Diretoria de Ensino Região Osasco, agrade as unidades escolares que participaram do 6º Concurso de Redação do Hospital de amor  (antigo Hospital do Câncer de Barretos)
 https://hcancerbarretos.com.br/concurso-de-redacaonec/2169-concurso-de-redacao-2018



A redação selecionada pela Comissão Regional de Revisão de textos desta Diretoria foi  a produção textual  da aluna Ana Carolina Correira Lima - aluna regularmente matriculada na EE Júlia Lopes de Almeida
Tema da Redação: Um olhar para sua pele pode mudar sua vida
 0

Caminhos para a leitura

Quer saber mais sobre  Caminhos para a Leitura?

Pergunte à Olímpia:

Olímpia é uma professora apaixonada pelas palavras e estudiosa da Língua Portuguesa, que responde semanalmente a perguntas de professores sobre práticas de ensino da leitura e da escrita. Venha conversar com ela. Enviea sua pergunta para escrevendofuturo@cenpec.org.br!

Dizer o texto - Leitura Orientações para a prática

Imagem
Assista o vídeo que orienta, em forma de oficina os alunos a lerem em voz alta.

https://www.escrevendoofuturo.org.br/percursos#/leitura/orientacoes-para-pratica/2379/dizer-o-texto

Acesse

Portal da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro https://www.escrevendoofuturo.org.br/O Programa Escrevendo o Futuro entende a leitura e escrita como práticas sociais: a língua é viva e usada a todo instante, na família, na escola, no trabalho , na ..
Lá você encontrará: :material de apoio para ensino Fundamental e Ensino Médiovídeos, cursos onlinepercursos formativosliteratura em movimentoColeção da Olimpíada de Língua Portuguesa, Material excelente, constituído por Sequências Didáticas de 4 gêneros ( Poetas na Escola - Poemas; Se bem me lembro - Memórias; A ocasião faz o escritor - crônicas e  Pontos de vista - Artigo de opinião)e muito mais para melhorar sua prática

Fórum Especiais Pérolas da Imaculada

Competição USP de conhecimentos para alunos do Ensino Médio

Imagem
CUCo (Competição USP de Conhecimentos)Quem pode participar:Todos os alunos das 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio das escolas públicas do Estado de São Paulo 
A competição possui duas provas:  a primeira é online, com 18 testes; a segunda é presencial, com 45 testes, e acontecerá na escola em que o aluno está matriculado. As escolas públicas da Rede Estadual de São Paulo que tiverem alunos participantes da CUCo concorrem automaticamente a prêmios que poderão ser escolhidos pela equipe de Gestão Escolar ou por seu Grêmio Estudantil. Serão até 91 prêmios, de R$ 2.500,00 investidos na estrutura do Grêmio Estudantil da unidade escolar mais participativa de cada DER. As cinco Diretorias de Ensino mais participativas terão, cada uma, uma escola premiada com investimentos que serão proporcionais ao número de participantes de todo o Estado. O primeiro prêmio pode chegar a 100 mil reais investidos diretamente na escola. Os demais prêmios podem atingir os seguintes valores: 2° lugar: 80 mil rea…

5 de maio: Dia da Língua Portuguesa

Imagem
Você sabia: ...que hoje, 5 de maio, é comemorado o  Dia da Língua Portuguesa  entre os países lusófonos. ... que a determinação  legal  é   uma  homenagem  da  Assembleia da República (o  que  corresponde, em  Portugal,  à  nossa Câmara dos Deputados).  O  dia,  escolhido em  1981, homenageia o poeta   Luiz Vaz  de  Camões,  autor de  Os Lusíadas. ... que  no Brasil, o idioma português também é celebrado durante o Dia Nacional da Língua Portuguesa, em 5 de novembro. Esta data foi instituída no país através do decreto de lei nº 11.310/2006. ... que a Lei nº 11.310, de 12 de junho de 2006,  institui  o Dia Nacional da Língua Portuguesa. A  lei brasileira  é   uma  homenagem  ao escritor  e  político Ruy Barbosa, nascido em   5 de  novembro de 1849.   Ruy  era conhecido por ser  um  profundo estudioso do  idioma  nacional. ...que outra data que também celebra a Língua Portuguesa é 10 de junho, comemorada principalmente em Portugal (o berço do idioma português). A escolha desta data é uma home…